Protagonistas de uma nova história

Esta semana estive pensando em minha família e em minha história. O que me levou a uma reflexão e perguntas das quais todos procuram as respostas.

Porque eu sou da maneira que sou? Tenho bons hábitos, procuro sempre fazer o que é certo, mas às vezes me pego  fazendo coisas irritantes, das quais racionalmente não gostaria de ter feito. Mas quando menos espero, falho de novo nas mesmas coisas das quais havia me comprometido que não faria mais. E me pergunto por que desta tendência de incorrermos sempre aos mesmos velhos erros?

O que minha família tem a ver com isso?

Uma família pode ser organizada de muitas formas, pai e mãe biológicos e filhos, ou tio e tia e filhos, ou avô e avó e filhos ou ainda pai e mãe adotivos e filhos, enfim, na maior parte do tempo essa é a configuração. Dentro desta instituição chamada família muitas coisas podem acontecer.

Podendo esta ser uma família bem ajustada com muita comunicação, carinho, afeto e amor “declarado” envolvido. Falo declarado, pois existem muitas outras formas de amor que também são amor. Como foi o caso da minha!

Ou ainda, uma família desajustada num lar cheio de brigas, intolerante, as vezes até violentos. Talvez um lar” extremamente” bem organizado,mas sem espaço para conversas. Onde nada fora do lugar é permitido, muito menos conversas!

Como era a sua família? É ai, dentro desta estrutura que analisando vamos encontrar muitas respostas dos “por quês” da nossa personalidade, caráter e temperamento.

É interessante nos determos em algumas dessas situações para uma reflexão mais detalhada. De repente você começa a analisar… Bem meu pai morreu de cirrose por causa da bebida, e você percebe que o pai dele também era alcoólatra. E seu tio também é. E alguém te conta que seu bisavô também era. É quando percebemos que existe um padrão geracional maldito dentro da família.

Ainda podemos pensar sobre o divorcio, ou a gravidez indesejada, brigas de gerações, que às vezes parece novela italiana! Eu detectei alguns padrões em minha família a alguns anos atrás quando me converti.

Daí vem aquela pergunta: Eu sou a próxima geração, e agora o que posso fazer para que isso não me alcance? Para que meus filhos ou futuros filhos não tenham essas maldições sobre suas vidas?

Como o pardal que voa em fuga, e a andorinha que esvoaça veloz, assim a maldição sem motivo justo não pega.  Provérbios 26:2

Jesus nos fez livres

Bem, uma das coisas mais fascinantes e bonitas da vida a meu ver, é enxergar os fatos e entendê-los com clareza. E saber que por causa da obra redentora de Jesus, não preciso mais viver a mercê das más experiências passadas.

Existe um ditado secular que diz: Ninguém é capaz de dar aquilo que nunca teve! Eu refuto totalmente este pensamento! Há uma palavra grega que eu amo!  Chama-se METANOIA, a origem etimológica dela traduzida, quer dizer: Mudança de pensamento, mudança de sentimento!

Em trocadilhos, você pode ter recebido tudo quanto é tipo de informação maldita ou não ao longo de sua vida através de sua família e isso formou o que basicamente o que você é hoje. Mas aquilo que mais te incomoda, que você sabe que tem que ser mudado, pode ser transformado pelo poder do Espirito e pela renovação da sua mente.

Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus. 
Romanos 12:2

Somos os protagonistas de nossa história

Quero que você entenda que não somos vítimas, mas sim protagonistas de uma nova história. Iniciamos uma nova história através de Cristo!

Eu aprendi muito bem isso! Outro dia conversando com meu pai, eu pude explicar a ele algo que já é rotina em nossa família já a bastante tempo. Meu pai cresceu num lar desprovido de afeto, carinho. Mas eu, filha dele, pude tanto aprender como ensinar e expressar aquilo que não era dito por nunca ter sido experimentado por ele!

Eu aprendi o que é metanoia, e convencida pelo Espírito Santo eu decidi que não seria mais assim na minha vida e nem na minha família. Tanto ofereci carinho e afeto que hoje recebo em troca tudo o que eles não foram capazes de nos dar quando éramos mais jovens. Por não entenderem naquela época, que eles poderiam ter escrito uma nova história!

E você está disposto a escrever uma nova história? Metanoia pra você também!

 

Posts recomendados

Deixe um comentário